O QUE É ARTE ABSTRATA?

Atualizado: 28 de fev. de 2021

Também conhecida como Abstracionismo, Arte Abstrata nada mais é do que um gênero artístico que dispensa a representação visual precisa de qualquer coisa que faça parte da realidade em um sentido concreto. Trata-se, pois, de uma corrente artística que tem como característica principal o distanciamento de qualquer ponto de referência objetivo.

Qualquer que seja o estilo, uma Obra Abstrata terá sempre um ponto em comum: a realidade subjetiva, cabendo a cada expectador interpretá-la.

Linhas, formas, cores, superfícies, texturas e gestos é tudo o que o Artista tem para interpretar e expressar suas emoções, ideias e inspirações a fim de dar vida a uma Obra de maneira “não representacional”.

Retrato de objetos, pessoas, lugares ou cenários reais e objetivos ficam, pois, de fora desta corrente artística.

O Abstracionismo teve suas bases desenvolvidas no século XIX, sendo o pintor russo Wassily Kandinsky frequentemente tido, por historiadores da Arte, como o pioneiro.

A origem está intimamente ligada à Arte Moderna cujas vanguardas, no final do século XIX, trouxeram movimentos de ruptura artística com a herança renascentista, onde o conceito do “belo” era sua principal característica. Fala-se em dois períodos-chave para o desenvolvimento da Arte Abstrata no mundo: o primeiro entre 1912 e 1925; e o segundo entre 1947 e 1970. O que há de comum entre eles? A Grande Depressão de 29 e os horrores da Primeira e Segunda Guerra Mundial: períodos em que ficou muito difícil representar “realisticamente” em decorrência de todo sofrimento experimentado durante as guerras e a crise econômica. Por conta disso, muitos foram os Artistas que sentiram a necessidade de descobrir novas vozes que comunicassem emoções, memórias e perspectivas.

No Brasil, a Arte Abstrata começou a surgir nos anos 50, principalmente pela influência dos pintores Antônio Bandeira e Cícero Dias, que, depois de viverem na Europa, levaram o Abstracionismo para o Brasil. O movimento se firmou no país na década seguinte, principalmente a partir da realização das edições Bienal de São Paulo, ao longo dos anos 60. Dentre os maiores representantes da Arte Abstrata no Brasil estão: Alfredo Volpi (1896-1988); Ivan Serpa (1923-1973); Cícero Dias (1907-2003); Luiz Sacilotto (1924-2003); Antônio Bandeira (1922-1967); Manabu Mabe (1924-1997); Tomie Ohtake (1913-2015); Lygia Clark (1920-1988); Hélio Oiticica (1937-1980); Iberê Camargo (1914-1994).

Nossa artista MILE PULI adotou a Arte Abstrata por ir ao encontro da sua necessidade pessoal por total liberdade de criação e expressão, dispensando quaisquer conceitos pré-definidos, rótulos ou formas, precisas e objetivas. O universo subjetivo a encanta e alimenta sua imaginação, bem como as inúmeras facetas que sua Obra ganha a cada nova interpretação. Mexer com o imaginário, provocar sentidos; despertar sentimentos e emoções, alterando estados vibracionais, e tocar outros corações com sua Arte é seu maior desejo.


Gostou? Compartilhe. Deixe seu comentário.


Até o próximo post !


Mile Puli Team